Esperando.. aprendendo…Desesperando..esquecendo

Uiiiiii, esperar.
Nada me causa maior transtorno que a espera, seja lá ela qual for.
Desde esperar pelo autocarro seguinte, que só irá passar daqui a 30minutos, quando perdemos o anterior por escasos 50 metros, mesmo depois de termos feito 200 metros em sprint à Usain Bolt, de esperar pela nossa vez na fila incomensurável do hipermercado cheio de terráqueos, vestidos à desportista, com o belo do fato de treino e elas com a bela da calça de licra, ostentando glúteos do tamanho de almofadas de penas de pato, da espera no hospital, pela consulta que precisamos urgentemente há meses, de esperar pelo dia 31 para receber o miserável ordenado, de esperar por telefonemas, por notas de exames, pelos amigos, que após anos e anos de jantares, insistem em chegar repetidamente atrasados, de esperar pelos saldos, de esperar pelos programas televisivos, de esperar pela namorada ou pelo namorado, salve seja, quando combinam connosco às 15h00 e aparecem às 16h00, sorridentes, radiantes, e que nos “amansam” com um DESCULPA carinhoso, seguido de um enorme e apaixonado beijo, que prontamente nos faz esquecer a penitência pela qual passamos, no purgatório das ruas frias da cidade.
Enfim, poderia passar  o resto da noite a enumerar o desespero de um ser humano em espera, nas mais diversas situações, mas estaria a generalizar, pois há gente, muito boa gente, que não se sente minimamente perturbada por estar à espera seja lá do que for.
Mas esse tipo de gente a atirar para o esquisito, para o alien, não existe cá neste nosso BURGO, eu já vi gente dessa já, já vi já, mas foi na Holanda, e eram mesmo esquisitos.
Não reclamavam por estarem à espera, não businavam no trânsito quando caía o sinal verde e o gajo da frente não arrancava, não reclamavam nas filas do supermercado, nem nos bancos, nem nos correios, nem em lado nenhum…
Não sei como esta gente consegue ser assim e crescer tanto, pois eles são muito altos, mesmo.
Até pode nem ter nada a ver, mas ser alto, deve fazer com que a pessoa não se enerve.
Ou melhor, secalhar o sangue quente, escaldante, que nos corre nas veias, não seja igual nas veias deles, demora mais tempo a percorrer os demais centímetros que nos diferenciam..
Enfim, essas pessoas que não se enervam por estar à espera, não sabem nada da vida.
Venham viver para Portugal e logo vêm se não se transformam e convertem ao imapacientismo português, é o transformas, é que é num instante, então com o reconhecido poder que temos de influenciar as demais culturas que nos rodeiam.
Enfim, e vocês também já devem tar a espumar pelo canto da boca, com tanto tempo que esperaram que o final deste texto chegasse, aguentem e esperem, quem esperou 9 meses para nascer e 18 anos para ver o Sporting campeão, pode esperar mais um niquinho.

Anúncios

2 thoughts on “Esperando.. aprendendo…Desesperando..esquecendo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s